7 Mar

Marketing de conteúdo e inbound marketing para sua empresa decolar

Por Tacitus, 07/03/2017 às 09:57h
Marketing de conteúdo e inbound marketing para sua empresa decolar

Certa música popular diz: “Avião sem asa, fogueira sem brasa, sou eu assim sem você”. A canção fala da importância de uma pessoa à outra para que o sentimento entre elas exista. Sem essa conexão, a relação fica incompleta, inexistente, simplesmente não funciona. Nesse sentido, em uma estratégia de comunicação, o inbound marketing não pode existir sem o marketing de conteúdo. Juntos é que eles fazem as coisas acontecerem, um depende do outro para funcionar. Não entendeu a relação? Siga nossa linha de raciocínio que a gente explica.

Ainda que a sua empresa se ancore no boca a boca para propagar o seu produto, será preciso ter uma estratégia de comunicação bem estruturada. Isso porque, após ouvir sobre seu produto ou serviço, as pessoas vão querer conhecê-los melhor. Se elas não encontrarem nada, a aproximação já fica comprometida. Num contexto mais abrangente, a falta ou a falha nas ações de marketing gera o não reconhecimento do mercado, afeta a credibilidade e a relevância perante os concorrentes, mesmo quando há uma recomendação prévia.

Por isso, é importante desenvolver um plano de comunicação qualificado, para que ele possa expor os argumentos importantes e convencer seu público daquilo que você oferece como algo confiável e positivo, que vai fazer a diferença e atender aos anseios desse possível cliente.

Por que o marketing de conteúdo e o inbound marketing são as melhores soluções
Todo mundo trabalha com muita dedicação porque quer oferecer o melhor, quer ganhar a preferência do cliente, produzir algo que tenha um diferencial importante, seja aceito pelos consumidores e tenha um apelo competitivo para garantir a expansão das atividades. No entanto, como é possível se fazer conhecer? Só a qualidade é suficiente? Talvez não seja bom apegar-se unicamente a isso. A gente diz o porquê.

O marketing é uma ferramenta indispensável. Ainda que muitos empresários eliminem os custos com a comunicação em momentos de aperto, é mais que unânime entre especialistas que essa não é uma medida correta. A questão aqui é escolher a forma de fazer esse diálogo com o público-alvo, utilizando a solução que entregue o melhor custo-benefício.

O ideal é que o conteúdo alcance quem realmente possa estar interessado no que a sua empresa tem a oferecer. Além disso, é importante que você tenha espaço para argumentar, que a sua mensagem seja recebida como útil e bem-vinda. Utilizar meios invasivos para comunicar, mais que uma maneira incômoda de fazer marketing, limita o seu espaço para diálogo.

Basta lembrar de quais meios tradicionais estão à disposição e o espaço que eles oferecem. Um anúncio no rádio ou TV, em média 30 segundos. Um banner num site ou em algum veículo de mídia impressa, somente alguns centímetros. Sem contar que estes não são meios que as pessoas buscam para saber mais de você. Elas querem, nestes canais, acompanhar notícias, divertir-se, não encontrar negócios. Quem quer negócios procura por conteúdos ricos que os auxiliem nessa atividade.

Diante disso, nada melhor do que oferecer o complemento adequado, que é aquele capaz de atender quem busca informações para suas demandas. E aqui chegamos ao ponto central do texto: o marketing de conteúdo, a alternativa que contempla essas necessidades que vimos até aqui e ainda é capaz de engajar o seu público por meio de conteúdo qualificado e relevante para atrair, envolver e gerar valor para as pessoas, de um modo que elas criem laços com a sua marca e, consequentemente, aumentem mais suas vendas.

Para acontecer, no entanto, o marketing de conteúdo depende de ferramentas estratégicas para levar a sua mensagem adiante. Veja quais são:

Blog: Conecta a empresa ao seu público com conteúdos relevantes, úteis, novos e dinâmicos;

E-mail Marketing: Uma ferramenta eficiente para promover e disseminar o conteúdo que você produz;

Vídeo: Cada vez mais popular, é uma forma simples, interessante e objetiva de falar da sua empresa e do que ela oferece;

Infográfico: Atrativo, usa de recursos visuais para passar informações de forma rápida e clara;

E-book: Um meio de aprofundar seus argumentos e explicar melhor o que você faz. É um dos principais materiais de conversão de leads;
Landing pages: São um apoio para a disseminação dos conteúdos. Por meio do preenchimento de um formulário, você guarda o contato dos seus leads;
Webinars: Palestras ou conferências interativas on-line e ao vivo, que dão a possibilidade dos internautas interagirem com quem está apresentando;
Mídias Sociais: O principal meio de compartilhamento de seus conteúdos e uma ferramenta indispensável (quando bem gerida) para atrair novos clientes.
Para deixar a comunicação mais completa, utilize o inbound marketing
Lembra da letra da música lá do início do texto? Então. Neste ponto em que estamos agora nós já conhecemos as asas, que são o marketing de conteúdo. Mas como fazer esse avião decolar? Bom… nós lhe apresentamos o inbound marketing.

Muita gente acha que são sinônimos, mas na realidade o inbound é o que faz o marketing de conteúdo acontecer. Segundo a HubSpot, criadora do termo, o objetivo desse conceito é fazer um produto ou serviço ser encontrado on-line, por meio de mecanismos de busca ou do site e das mídias sociais.

De acordo com o Google, 62% dos consumidores buscam informações na rede antes de tomar uma decisão de compra. O inbound marketing busca aproveitar este comportamento para fazer com que pessoas que não conhecem as suas soluções se relacionem com a sua empresa. E isso demanda uma estratégia inteligente e bem elaborada, que permita o acompanhamento desse público desde a atração até a venda. E aqui está o principal diferencial dessa metodologia em relação à forma tradicional de fazer marketing: é mais do que propaganda, é venda! Contudo, você sabe como isso acontece?

Inicialmente você atrai desconhecidos aos seus canais de comunicação com conteúdo útil para as pessoas que você quer atingir. Por meio desses materiais, é possível transformar esse público em leads, contatos propensos a fechar negócio com você. Mas para que eles se tornem seus clientes efetivamente, é preciso um planejamento que utilize de forma correta as ferramentas que apresentamos há pouco. Após o negócio ser fechado, essa comunicação ainda precisa ser bem próxima porque, primeiro, você quer que esse relacionamento perdure. E, depois, porque é importante que esse cliente fale bem de você, dê testemunho dessa experiência com a sua empresa.

Esse papo de dar testemunho da sua empresa lembra de algum ponto que já abordamos? Pensou certo quem recordou do boca a boca. Ainda eficaz e necessário, ele precisa, como já dissemos, de uma coordenação rigorosa, escolhendo os melhores caminhos, para que você atinja seus objetivos, fortaleça a sua marca e faça seu produto ser reconhecido.

Por isso, ao desenvolver seu produto ou executar seu serviço, não basta a qualidade. Todo mundo está trabalhando muito intensamente para ser o melhor. Você precisa de uma cereja do bolo, um diferencial, aquele complemento para as coisas funcionarem bem. E elas não vão dar certo se não forem uma dupla perfeita. É empresa sem comunicação, marketing sem inbound ou, como diz a canção, “carro sem estrada, queijo sem goiabada, sou eu assim sem você”.

Contate a Tacitus Tecnologia. Oferecemos soluções de e-commerce adequadas ao seu negócio.

Gostou? Compartilhe!

Receba dicas de Marketing Digital
no seu e-mail.

* indicates required

Arquivo

2016 2017